inapta a viver de cabeça leve

segunda-feira, 22 de julho de 2013

VOCÊ

Você foi embora faz uma meia hora e eu to aqui com o coração apertado como sempre fico quando conversamos sobre futuro.
A gente não tem como saber, a gente não tem como controlar, a gente não tem como evitar e nem como garantir. As vezes eu só queria poder ter certeza que vamos ficar como estamos até ficarmos velhinhos, que vamos ser felizes juntos sempre, que as brigas vão ser superadas, os rancores esquecidos e tudo isso só vai abrir espaço pra mais felicidade.. mas não dá né, amor?
Nós nunca fomos um casal normal, nunca fomos parecidos e acho que nem minha franja curta e nem a cor do meu cabelo ou da minha maquiagem pode me fazer mais interessante pra ti, de certa forma.. o fato é que somos diferentes em tudo, em idade, em gostos, em jeitos, em manias, em conceitos, eu não sei você, mas eu provavelmente não colocaria fé em um casal tão diferente e cheio de problemas como a gente, todas as coisas levariam ao mesmo lugar... o termino.E  parte mais estranha é que não sei o que eu fiz pra você querer estar comigo, somos de mundos diferentes.
Mas de repente a gente tá sentado no mesmo sofá que estava a mais de dois anos atras falando sobre a primeira vez que disse que te amava, lembrando exatamente da cena e ai vem sempre a maldita pergunta : por quantos anos ainda vamos poder estar juntos e felizes lembrando de anos passados?
Queria te dizer que com certeza absoluta estaremos velhinhos, sei lá daqui quantos anos, sendo rabugentos sentados em algum outro sofá e eu direi pra você ' cuzão, passou os anos e a gente ainda tá aqui, lembra quando a gente pensava que não iriamos passar a vida toda juntos?'
Os dias ruins obviamente existiram, existem e existirão, mas a gente vai superar. Nenhum casal vive só de festa e a gente sabe muito bem como é difícil lidar com tudo isso, todas essas diferenças e toda essa birra minha.
Não sei se você já parou pra pensar mas somos um puta casal intenso e maluco, acho que não preciso dizer que você sempre vai estar comigo de uma forma ou de outra, pra vida inteira, posso te garantir isso( a não ser que eu fique aleijada, credo, não vou). E de certa forma eu também sempre vou estar com você. E todos os dias quando você for dormir vai ler meu nome no teto do seu quarto.
Pegar sua caixinha de coisas que sofreu um leve abandono no ultimo ano e ver quantas lembranças existem dentro dela.. um bilhete único quebrado, inúmeros barquinhos de papel, papeis de bombom, notas Mc donald's, desenhos,papeis escritos com uma letra difícil de entender, embrulhos de presentes... Chega a dar uma saudade de toda a tontice dos anos passados e um medo da incerteza dos próximos dias.
Não sei se é possível um casal que se dê tão mal e tão bem ao mesmo tempo como a gente. Eu definitivamente devo te agradecer por ser tão compreensivo e insistente, e quem sabe até resistente. Foram tantas as vezes que você resistiu e não me mandou ir tomar no cu, tantas as vezes que insistiu na gente, tantas as vezes que entendeu meu lado, tantas as vezes que foi o melhor cara do universo pra mim.
Eu realmente não diria que faríamos 6 meses, depois não diria que faríamos um ano e veja a gente aqui, completando 2 anos e 5 meses no sábado. Tudo bem, tudo bem, não é de namoro, mas nós beijamos a 2 anos e meio e ainda estamos aqui, na mesma história maluca de amor.
Eu só queria poder voltar aqui pra dizer que ficamos juntos ou poder pensar que daqui 10 anos vamos estar fazendo 12 anos e 5 meses juntos e não separados.
Eu te amo como nunca achei que fosso possível amar alguém, te amo num nível que nem sei como cabe tanto amor em mim.
Brigada por ser tudo o que preciso tantas vezes, por as vezes dar umas broncas em mim, brigada por me divertir, por ser tão tonto, por me fazer falar coisas pra destruir bloqueios mentais idiotas, por me seduzir em horas erradas, por sentir tanto ciumes de mim e ser tão bonitinho com ciumes ( exceto quando você parece maniaco), por ser meu amigo, por escutar minhas fofocas e me incentivar nos meus sonhos, por ser sincero comigo acima de tudo, por confiar em mim, por me entender tantas e tantas vezes, por me oferecer um ombro pra chorar e beijos tão doces capazes de alegrar o coração de qualquer um, por ser você.. assim do jeito que você é, só não vou falar sobre o fato de você peidar em mim porque senão você fica fazendo achando que é muito bacana e não é, aliás, favor não peidar novamente no elevador.
Acaso foi bom demais comigo.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário