inapta a viver de cabeça leve

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

as vezes a incerteza do amanhã me dá um medo. Eu achava que casais que estavam a um tempo considerável juntos paravam de sentir a magia, se amavam mas não eram apaixonados.. Não sei como é pra você mas ainda sempre quero mais um beijo, sempre quero que fique mais dez minutos, sempre quero estar com você, sempre conto as horas que faltam pra aula acabar e te encontrar na saida, sempre te olho dormir e penso no quanto te amo.


quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

the first day in the new school

Cheguei, fui andando até escola com um leve pavor do dia que tava pra viver...não sabia como agir e nem se eu tava exagerando na maquiagem que tinha passado, não sabia se iam me achar estranha ou normal demais.
Entrei, escola vazia, sentei no primeiro banco que vi e lá fiquei. Notei que as salas estavam abertas e logo deduzi que se eu soubesse onde é a minha poderia estar sentada numa carteira quieta e sem ninguém ficar me olhando, mas tava desesperada demais pra perguntar pra alguém pra onde eu deveria ir.
Chego um tiozinho lá que eu não sei quem é e perguntou se eu sabia onde era a minha sala e eu disse que não, ai ele disse que me levaria lá daqui a poco e tal, o daqui a poco chego e ele foi até um menino alto que tava num grupo de meninos conversando e o chamou e fomos pra sala, cheguei, sentei, o menino se juntou com uma mina loira e ficaram conversando e eu sozinha lá.
Acabou que juntou primeiro, segundo e terceiro porque quase não tinha aluno nas salas, nisso tivemos a aula de História, professora sentou e conversou separadamente com cada aluno novo o que eu achei LINDO porque não tive que fazer aqueles lance ridiculos e que me dão dor de estomago de falar meu nome alto pra um monte de gente que eu nunca vi na minha vida e que parecem que vão me odiar... Ela sentou do meu lado e falo ' Você quer fazer moda né?' 'COMO VOCÊ SABE???' 'Você tem uma cara de quem quer fazer isso!' ai eu contei sobre a etec e tal, ai ela me estendeu a mão não sei porque, quando eu apertei a mão dela já me explicando pela mão suada ela disse ' meu deus, que mão gostosa, que delicada que vc é, vc tem osso menina?' e eu achei bizarro, alguém me acha delicada no mundo... sim, minha mão é leve, disso eu já sei, falam isso pra mim toda hora, mas de delicadeza é dificil eu escutar.Enfim, achei ela uma fofura, e ela me amou, sério... ceis tinham que ver galero!
Depois tivemos aula de educação fisica, aquele professor... gente ele tem uns parafuso a menos, ele fala altos palavrão e chego falando sobre sexo sem sentido algum, é muito engraçado, eu realmente ri alto mesmo sem querer porque não tava dando pra segurar. Fomos pra quadra e lá fizemos umas coisas bestas pra ele ver o quão sem coordenação as gurias novas eram..
Terceira aula foi de inglês, professora chatinha coitada... ela tenta ser legal mas é muito fail, meu deu sono, apenas.
Ai teve o lanche, sentei no mesmo banco que tinha sentado na entrada e fiquei lá, mudinha, estatua. Derrepente a Maite e a Laisa (acho que é esse o nome dela) sentaram do meu lado e começaram a conversar comigo, elas são do terceiro.
Voltei pra sala e teve aula de artes, a professora é simplesmente linda, mesmo, gente... ela é muito linda! Mas assim, linda e mais macho que meu pai, mas não altera o linda dela, e ela se veste mó bonitinho.. um amor ela, e ela tem a risada mais engraçada do mundo, ela ria e todo mundo se mijava de rir. Ela fez  todo mundo falar o nome, a idade, de onde tinha vindo e o que gostava de fazer, nisso a gente começou a conversar entre si e o assunto viro walking dead..Depois dessa aula me senti menos desesperada, ai acabei conversando com as meninas. A Camily, Danielle e Nayara (acho que é isso), elas pediram pra ver croquis meus e disse que depois mostrava...
Tivemos literatura depois, professora chatissima, passo texto e não paro de falar e depois foi historia de novo... Entro um cara lá pra falar sobre jornal da escola e a doida da professora de historia falo ' Então, a Letícia, ela faz moda, ela pode ajudar, ela é criativa, olha, da pra ver isso...' USAHUSAHAS
Na saida fui pro ponto com a Camily e comecei a conversar com a Helena, uma menina do primeiro... fiquei esperando o Gabriel que pra variar se atrasou e me encontrou em casa já.
Tô realmente feliz.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013


A lógica seria o tempo passar e essa euforia, esse amor todo ir diminuindo e daqui um tempinho tudo isso parecer uma bobeira.. Mas meu coração sente falta dos teus abraços a cada duas semanas e dos teus sorrisos lindos e sinceros, fico revivendo na minha mente todos os segundos que tive a sorte de estar ao seu lado e me sinto alguém realmente feliz mas então abro o olho e me lembro que não é tão facil assim te encontrar e ganhar um pouco de atenção.
'esse negocio de fanatismo já passou dos limites'. Bah, tem razão, mas e então o que fazer se é isso tudo o que me faz feliz? se é isso que me faz sorrir quando estou triste e são essas histórias que gosto de contar pros outros? O que fazer se são eles que me ensinam tudo o que eu preciso pra seguir em frente e me dão motivos pra estar sempre feliz através dos seus olhares e sorrisos dirigidos a mim?
Vai ser um ano dificil, durante metade dele vocês serão uma das ultimas opções da minha vida, por necessidade. Não vou poder mais largar tudo por um abraço e ir chorar em alguma casa de show por ai, infelizmente durante metade do ano vou ter que ficar sem um sorriso seu pra conseguir uma nota maior no tcc ou na escola. Prioridades precisam ser estabelecidas e infelizmente não posso mais agir como alguém de 12 anos.
Mas durante a outra metade do ano que terei minhas tardes livres espero os ver e ganhar sorrisos que compensem esses 6 meses um pouco distante disso. Não sei mesmo como seria tudo se não tivesse a motivação de 'tal dia irei vê-los', pode ser só fanatismo, adolescencia e bobeira pra muitos que leem aqui, mas só eu sei do que se trata de verdade. As pessoas tem pessoas visões diferentes do mundo e eu garanto que minha visão de tudo isso é a mais linda possivel e eu não ser como alguém pode vê-la diferente, isso me faz feliz de forma inexplicavel.
A um tempo atras nunca tinha ganhado seu abraço, agora coleciono memorias em que tu abriu os braços pra me abraçar. A um tempo atrás tu parecia tão intocavel e hoje me lembro do ano passado, daquela primeira vez de tudo e daquele choro desesperador que tive pós falar com você. 
Eu dizia a algum tempo que só convive comigo sabe o valor que tudo isso tem pra mim, mas eu tava enganada, nem convive comigo sabe da minha felicidade ao lembrar de tudo e reviver as coisas pelas fotos e pelas musicas, nada é melhor do que ter vivido o que vivi por causa deles ou do lado deles.
Eu amo sua voz e seu jeito de fazer graça, amo lembrar de você fazendo graça pra mim. Amo suas mãos e amo lembrar delas encostando nas minhas. Amo seus olhos e amo lembrar de quando eles encontraram com os meus. Eu te amo Lucas.
E obviamente não só ele, todos que fizeram parte disso que me faz tão bem, não importa pra mim quantas intriguinhas se criem entre vocês ou sobre vocês, eu nunca vou deixar de acha-los os melhores caras que já conheci.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

escolas

A gente nunca dá valor ao que tem e sempre acha que não é o bastante. Hoje de manhã acordei as 9h30 no susto com a minha mãe me ligando dizendo pra eu ir na escola fazer uma prova... Eu levantei reclamando mas fui, é uma escola que eu citei no ultimo texto que falei disso. Fui sozinha, com sono e disposta a ir bem naquilo e em ir MUITO bem quando lembrava de como seria se voltasse pra antiga escola. Era uma redação, sempre fui boa em redações, sei enrolar. Era sobre racionar água, eu dei uma enrolada e pela nota deve ter sido uma boa enrolada, tirei nove e meio e valia dez.
Cheguei e tinha uma secretaria que não tinha grades e não tinha um portão gigante trancado, os corredores não pareciam feios e o ambiente parecia escolar de verdade, uma senhora veio falar comigo e me deu uma sulfite de rascunho pra fazer o texto, antes de sair da sala falo ' Ó, letra maiscula, titulo e paragrafo, e não esquece das pontuações'.. Me senti bem com isso, maluquice talvez, mas por dois anos estive numa escola em que não recebia nem mesmo prova impressa quanto mais atenção da professora. Eu escrevi, pedi o negócio pra passar a limpo e ela me deu uma folha digitada com o tema e  linhas, fiquei encantada, mesmo IUHSAUHAS. Escrevi todo o texto e reli e aquilo parecia bonito por não estar sendo em uma folha de caderno meio amassada e cheia de branquinho como tava acostumada pela escola passada. Ela perguntou se eu podia esperar e foi corrigir, voltou e disse que eu tinha ido muito bem e que esperava que eu estudasse lá, me deu tchau e me ABRAÇOU, coisas que sempre aconteciam no casagrande porque acho que pessoas civilizadas fazem isso : são simpaticas. Mas nos ultimos dois anos não vi alunos uniformizados em um ambiente em que não me desse vontade de ir pra minha casa e sem grades e cadeados, não vi professores que se importavam com a nota que você vai tirar ou se você tá nervosa ou não, não vi pessoas sendo legais ou te olhando com um sorriso. Só vi adolescentes mal encarados, portas com cadeados e grades, corredores escuros e com paredes pixadas, diretoras que falam muito alto e tem cara de louca e não fazem questão de ser legal com você.
Quem já estudou em escola particular sabe do que eu tô falando, é outro mundo, mesmo.
Deveria ter reclamado menos enquanto minha mãe podia pagar uma escola pra mim e estudado melhor, mas eu fui uma boa aluna no final das contas, tudo o que eu sei não foi o Dom João que me ensinou, isso eu tenho certeza.

domingo, 27 de janeiro de 2013

vidas interrompidas, futuros que não vão existir e eu não sei como é a sensação de perder alguém assim porque FELIZMENTE não tinha nenhum conhecido ou amigo ou parente no meio da tragédia, mas não consigo deixar de pensar em quantas pessoas estão nesse momento chorando e pior, se sentido sem um pedaço.
Não sei porque mas ando pensando muito no mundo ultimamente, sabe? Nunca fui de ser assim, mas pensa, nesse momento tem milhões de adolescentes como eu, sentados em seus quartos vivendo sua vida normal e escrevendo em suas redes sociais com o seu pijama e os que morreram na noite passada talvez estivessem fazendo isso se não tivessem tido suas vidas arrancadas pelo fogo e pela fumaça daquele lugar ou pior não tivessem sido obrigados a permanecer onde sabiam que iriam morrer pelos seguranças que estavam impedindo pessoas de sair pela porta porque não haviam pagado as comandas.
eu li dezenas de textos durante o dia, li coisas que me fizeram sentir desespero em imaginar a cena e o que as pessoas que estavam lá e morreram viveram nos seus ultimos segundos e me fizeram refletir seriamente no que as pessoas que estavam lá e sobreviveram vão pensar e fazer agora. Vi um garoto dizendo que pisou em pessoas desmaiadas pra sair de lá e que depois de um tempo todos que ele via saindo pela porta estavam mortos.
Eram só jovens tentando ter uma noite diferente, é como se eu, agora, saisse por essa porta procurando sorrisos e conversas e não voltasse nunca mais, deixasse minha vida pra trás e morresse em desespero. Não sei se isso os faz pensar em coisas tão tristes quanto eu, mas sei lá, realmente me senti mal com toda essa história e imaginei o quão sofrido deve estar sendo pra quem conhecia alguém que estava lá.
Não quero fazer disso um texto pra ganhar likes ou comentários ou visualizações, então foda-se, vocês sabem de que eu to falando, não preciso colocar o local, não é um texto pra ser achado na busca de informações do google sobre tal acidente.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

'gosta de tirar a sobrancelha?
'não'
'então porque deixa eu fazer isso?'
'porque você gosta e fica perto de mim'





video

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

terça de manhã acordei toda estranha, desci pra beber agua e pegar o café do Gabriel que eu nunca sei quanto de açucar colocar.
depois das quatro comecei a me sentir malzinha, a noite me deu febre, enfim.. fiquei doente, desconfio que isso tenha uma séria relação com a garoa\frio do show, mas não ligo. Tomei injeção hoje e em horas já estava melhor, minha febre passou e a unica coisa que ta doendo é minha bunda mesmo, minha garganta tá otimo magicamente.

Comecei a fazer uns croquis pro tcc no domingo, acho que arranjei um estilizado de croqui masculino que estou satisfeita, porem eu e a Gabriella estamos passando de atrasadas com isso, nossas aulas voltam dia 4 e precisa ser entregue junto com as cartelas, paineis e textos, os croquis e a gente mal começou a desenvolver o tem novo, estou sinceramente preocupada.

Dia 1 tá chegando, estou de falar com a minha mãe sobre a possibilidade que talvez existisse estudar em uma escola particular e eu disse não pra ela porque tava com raivinha de alguma coisa na hora. Caso eu não vá pra essa escola particular o que é bem provavel dia 1 eu vou ter que ir tentar transferencia em todas as escolas publicas da região pra quem sabe eu tenha a sorte de qualquer uma, nem que seja a mais longe, nem que seja a pior, nem que seja no inferno, foda-se... me chamar. Espero nunca mais pisar na minha antiga escola, mas se isso tiver que rolar, eu vou, ninguém mais vai me fazer mal, perdi um ano de escola por ser fraca e dessa vez não será assim, mas de qualquer forma prefiro evitar porque me sinto mal naquele lugar.

Fiquei sabendo que alguém totalmente avulso e sem importancia falou por ai que essa historia de ser fã da minha pessoa já passou dos limites, problema é que tal pessoa anda olhando demais a vida alheia esquecendo de olhar o proprio nariz, sou muito bem resolvida em relação a gostar das coisas e não gostar de pessoas e minha lista de pessoas podres aumenta a cada segundo, e meu nojo do mundo também. No final das contas não acho errado alguém achar errado meu fanatismo, acho nojento alguém ser falso, ridiculo e hipocrita, nada errado quando te faz feliz e não faz mal a ninguem e eu sinceramente não vejo mal a nenhuma pessoa em ser como eu sou. Já tive muita vergonha e hoje em dia me orgulho por não ser como essa gente podre, que sorri pra você mas não perde uma pra te fazer mal de alguma forma e não venham me dizer que foi inocentemente porque não caio mais nessa. Não depois do ano passado.

domingo, 20 de janeiro de 2013

peso do mundo

As pessoas são tão ridiculas.
Umas homofobicas e dizem ser contra qualquer tipo de preconceito, ai então dizem que quem gosta de determinada banda é um lixo. Umas são racistas e homofobicas mas hipocritas a nivel hard de dizer que gosto musical não definem nada. Outras não tem preconceito 'nenhum' andam com gays, são ecleticos, e acham negros lindos mas derrepente não é amigo de alguém porque a pessoa é feia.
Tudo isso me incomoda muito. Vejo gente reclamando pelo julgamento que fazem de fãs da fresno mas vejo os mesmos zuando o restart, o cine e qualquer outra banda que esteja 'a baixo'. Me irrita, porra, tem fã não tem? se não tivesse não tava ai, se tem fã alguém gosta, é o trabalho dos caras, não gostar disso e falar 'ah, não curto' é uma coisa, mas misturar gosto musical com opção sexual e\ou carater é ridiculo.
Gente que tem tatuagem é do demonio, claro, porque enganar milhares de pessoas e viver do dinheiro delas não.
Gente que tem cabelo colorido quer se aparecer, porque viver com o shorts enfiado no cu não quer não. Se é a sua opção viver com o shorts enfiado no cu, ter o cabelo rosa neon, ter cabelo raspado, não ter sombrancelha... foda-se! É sua vida, mesmo.
Gente que tem piercing tem que tirar pra trabalhar, gente que tem cabelo colorido tem que pintar de preto, gente que tem tatuagem fica sem trampo, isso é ridiculo, é puro preconceito da sociedade toda.
Pessoas que compartilham fotos de humor negro, gente, meu deus, como vocês são pateticos. A pessoa que está sendo zuada é doente, ela sofre por isso, toma medicamentos e nasceu assim, ela provavelmente chora todos os dias porque queria ser como você ou quem sabe aconteça pior, ela sorri todos os dias por ser o que é e estar viva e enquanto isso, você que é 'perfeito' e tem tudo perde seu tempo rindo da doença e sofrimento das outras pessoas.
Gente que posta foto de gente feia pra rir as custas disso : Cara, tu se acha muito lindo ne? A pessoa pode ser feia ou sei la o que mais você acha dela mas isso te da o direito de diminuir ela? Tenho certeza que ela tem mais carater que você e também vive melhor e é mais feliz porque não precisa diminuir ninguém pra se sentir melhor.
Me sinto triste e mal e uma pessoa ruim pensando que as vezes caio nesse preconceito nojento todo, me sinto mal por em partes colaborar com tudo isso rindo as vezes de uma piada ou outra, me sinto mal por viver nesse mundo com essas pessoas.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

novidades

coisas novas :



cortei minha franja, tava com medo mas eu adorei. Me senti mais eu sabe?




a alguns dias atras eu tinha feito essa ilustração e deixado ela em preto e branco com medo de estragar quando pintasse. Peguei a base de um desenho da titi (namorada do Tavares) pra fazer...formado do olho, nariz, cabelo.. Saiu melhor do que eu imaginava e me surpreendi com ele pronto, não ficou parecendo com a titi por eu ter pintado o cabelo de azul e tal. É o desenho que eu mais fiquei satisfeita até agora.



Um croqui meio que de rascunho pro tcc, tentativa meio frustrante de desenvolver o tema circo de forma sombria.. Mas tava na luta, meu croqui mudou de novo.



Hoje foi a prova da etec pras remanescentes, Gabriel me levou até lá, me fez ficar com menos medo.. Comecei a prova bem assustada, mas não foi diferente das outras provas. Não sei dizer se fui bem ou mal, amanhã (dia 16) sai o resultado.

domingo, 13 de janeiro de 2013

preciso de mais tempo, mais noites, mais dias, mais sorrisos, mais você.
Atendi e sua voz tava tão baixinha e triste, fiquei com medo de tu dizer que não queria mais, mas derrepente tu disse tudo que eu queria ouvir e me fez chorar e rir e sorrir.
São coisas que vão além de se registrar com uma foto, um video, um texto.. coisas pequenas.. noites frias com você pulando em cima de mim e fazendo gracinha.
Eu não deixo de escrever, seja aqui, seja em textos só pra mim, acho que é uma tentativa de não perder nenhum detalhe de nós.
Tem hora que todas as palavras são tão vazias perto do que to querendo dizer, entende?
Não sei como te dizer tudo o que preciso, mas queria te lembrar que só tu consegue me fazer sorrir tão feliz. Me sinto feliz, você me faz feliz.

E quando eu fecho o olho vem na minha cabeça uns flashes que vão desde você brigando comigo por pg a dois anos atrás, a primeira musica pra mim e eu chorando no sofá com a maquiagem borrada, a gente no meu quarto no dia 7 de dezembro de 2011 conversando e escutando musica, você correndo comigo nas suas costas, o ano novo e eu chegando e achando que seus amigos iam me odiar, o primeiro beijo,  primeira noite que dormi contigo e a sensação de acordar e te olhar, primeiras piadas nossas, primeiras vezes que entendi as suas piadinhas bobas, as primeiras vezes que já sabia o que tu ia falar antes de falar, a primeira vez que tu dormiu no meu colo, você reclamando de qualquer coisa e fazendo aquela sua carinha de :T, a vez que não te procurei por uma semana quando estavamos ficando e tu ficou preocupado, as vezes que tu sumia e eu te mandava mensagens malucas de ' tudo bem se nao estivermos mais ficando', sua irmã falando que sou linda, um beijo e um coração, o dia que conheceu minha mãe sem querer, o dia que conheci seu pai, a vergonha que tinha de te ligar, o receio que tinha de te chamar no msn, os dias em que tu saia do trampo e passava aqui pra passar uma horinha que fosse comigo, meu aniversário de 15 anos e você comendo linguiça quando chego, você cuidando de mim sempre, o jeito que você me olha quando quer ser fofo, quando quer me provocar, quando quer me irritar...Podia falar sobre coisas assim por um dia inteiro e não acabaria de falar tudo de bom, e não pararia de sorrir digitando nenhum segundo.
Eu te amo e cheguei em um estagio que parece que nenhuma palavra é o suficiente pra expressar tudo isso.



quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

e que hoje, a partir das 2:52 tenha começado uma nova epoca, em que criaremos um novo mundo.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

amanheceu

primeiro amanhecer de 2013 que eu to realmente prestando atenção. Bah, que céu lindo.
Começando com um tom de laranja claro que se intercala com um tom de azul escuro das nuvens, vai ficando um azul mais limpo, até que chega ao azul mais escuro quase que nem o da noite.
Ver o sol nascer faz eu me sentir viva, motivada, feliz, me traz uma sensação gostosa.
E as cores parecem mais claras a cada vez que volto o olhar pra ele, as nuvens fazem com que o degrade fique ainda mais bonito.
As luzes das casas e das ruas ainda estão acesas o que colaboram pra cena ficar ainda, ainda mais e mais e mais encantadora. E eu tô sozinha, só com os barulhos dos onibus na avenida e o vento que tá entrando pela janela.
Isso faz eu esquecer dos problemas, o jeito do vento que entra pela janela é como o que batia em mim no quintal de itatiba vento o amanhecer também. Acho que o vento do amanhecer é sempre o mesmo, sempre trazendo vida e um pouco de vontade.
Queria poder postar a foto bonita que tirei do céu, mas não tenho cabo pra isso. Guardarei junto com as outras em alguma pasta do meu notebook.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

sonha gigante.
É facil sonhar, dificil acreditar. É facil ir atras, dificil errar e não desanimar.
Tenho um post sobre amor pra fazer mas antes disso um pensamento pra tirar da mente.
Eu tô aqui, no quentinho da minha casa, sentada na minha cama, com uma roupa gostosa e quente, com um cobertor pra colocar se eu quiser, luz, tv, um notebook, um irmão e uma mãe, além disso tudo eu tenho, uma vó a alguns metros da minha casa, duas amigas quase do meu lado e um namorado que pode morar longe mas sou feliz por ser o que é pra mim. Tenho um pai que tem problemas comigo mas nada mais normal que isso e duas tias engraçadas, tenho um primo bobão e um tio meio chato mas que eu sei que me ama. Não devia reclamar.
Enquanto eu tô sentada aqui escrevendo isso, tem gente lá fora, nesse vento, quase sem roupa, deitado no chão, sem comida e sem ninguém, me sinto mal pensar que pode ter alguém que tem motivos reais pra reclamar, que é sozinho de verdade, que não tem nada e me faz mais mal pensar que eu passo por essas pessoas todas as vezes que saio de casa e mal as noto. Não devia reclamar de nada, não me sinto no direito, tenho tudo de melhor, como posso não querer acordar? como posso perder meu dia dormindo e ainda reclamar da vida?
meu post sobre o amor vai ficar pra outro dia, agora não me sinto no direito de reclamar de nada.